Pentacam

O exame Pentacam (também chamado de Tomografia da Córnea ou, ainda, Tomografia de Segmento Anterior do Olho), é um dos exames que os oftalmologistas utilizam para detectar doenças dos olhos, como astigmatismo, ceratocone, catarata e glaucoma.

Ele fornecesse imagens em 3D de alta qualidade que permitem ao médico avaliar detalhadamente estruturas importantes da região, como córnea, a íris, os corpos ciliares e o cristalino, que vão auxiliar no diagnóstico de doenças oculares.

Uma das doenças que o exame ajuda a identificar é o glaucoma. O exame também mede a progressão da catarata, facilitando o planejamento da cirurgia para tratá-la.

Além disso, o Pentacam é importantíssimo na avaliação do progresso do Ceratocone e na definição do melhor tratamento da doença em seus estágios iniciais. Por poder avaliar a córnea em detalhes, o exame é importante também no planejamento de transplante da córnea.

Como é feito o exame Pentacam?

A realização do Pentacam não provoca dor no paciente, sequer é um procedimento invasivo. Ele deve ser realizado nos dois olhos por se tratar de um exame comparativo. Caso o paciente use lentes contato, elas devem ser retiradas 48 horas antes do exame. Depois podem ser colocadas normalmente.

Que tipo de informações o exame mostra?

O Pentacam fornece informações como:

  • Grau de elevação das superfícies anterior e posterior da córnea;
  • Medida da espessura da córnea (Paquimetria);
  • Profundidde e volume da câmara anterior;
  • Valores de densidade ótica do cristalino;
  • Tipo e intensidade das aberrações visuais da córnea (Aberrometria);
  • Medida do ângulo irido-corneano (relativo a íris e à córnea).

O Pentacam permite, ainda:

  • Determinar o grau da potência da LIO (lentes intraoculares);
  • Fazer avaliações prévias da córnea, mapeando possíveis riscos da cirurgia refrativa;
  • Ver dados concretos para corrigir os chamados erros de refração, que causam miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia.
Open chat