Retinopatia Diabética

O diabetes e a visão

O diabetes é uma doença crônica que pode afetar os olhos.  Retinopatia Diabética, é o nome que se dá ao comprometimento do fundo de olho causado pelo diabetes. Trata-se de uma complicação grave que se não diagnosticada e tratada a tempo, pode provocar severa perda da visão. Como a doença atinge os dois olhos, existe o risco de cegueira bilateral.

A retinopatia diabética manifesta-se com o aparecimento de alterações da retina que incluem mal formações vasculares como os microaneurismas, exsudatos, edema e hemorragias. Nos casos avançados, as hemorragias podem comprometer a retina e se estender para dentro da cavidade posterior do olho- o vítreo. Com o progresso da doença, a retina pode sofrer danos permanentes e irreversíveis, com consequente diminuição da visão.

A prevenção dos problemas oculares deve ser feita através do controle rigoroso do diabetes. Para tanto, é necessário acompanhamento médico permanente, com controle adequado da taxa de açúcar e acompanhamento oftalmológico periódico. Após 5 anos de doença, toda pessoa portadora de Diabetes deve se submeter a um exame oftalmológico preventivo, mesmo que não manifeste ou perceba qualquer alteração da visão.

Outros fatores que tornam a doença mais grave são a hipertensão arterial e a gravidez. Nestas situações, o exame oftalmológico deve ser realizado o mais cedo possível.

O exame da retina nestes casos deve ser feito com a pupila dilatada utilizando-se o oftalmoscópio binocular indireto que permite a visualização das áreas mais periféricas. Como exame complementar utiliza-se a Angiografia Fluoresceínica. Trata-se de um exame no qual são obtidas fotos do fundo de olho após a injeção de um contraste em uma veia do braço.

O tratamento das lesões retinianas causadas pela doença está indicado quando há progressão da Retinopatia Diabética, com risco de comprometimento da visão central.  Nos casos indicados, o tratamento consiste no uso de laser. Os medicamentos com atividade antiangiogênica têm sido usados como parte do tratamento, com resultados animadores.
Nos casos mais graves, os recursos de tratamento incluem as cirurgias do vítreo e retina.

Por se tratar de uma doença crônica, além do controle com o endocrinologista, o paciente portador de Diabetes precisa estar sempre sob observação oftalmológica, devido ao risco de desenvolver as alterações oculares.

Open chat