Baixa Visão

A visão subnormal é a perda de visão que não pode ser corrigida com óculos, lentes de contato ou cirurgia. Não é cegueira, pois a visão permanece limitada. Segundo a legislação brasileira, deficientes visuais são aqueles que apresentam acuidade visual igual ou menor que 20/200 no melhor olho, após a melhor correção, ou campo visual inferior a 20º (tabela de Snellen), ou ocorrência simultânea de ambas as situações.

Na maioria dos casos, o paciente tem somente 20% ou menos da chamada visão normal (AV 20/20). Embora a maioria dos pacientes afetados seja os idosos, qualquer pessoa em qualquer idade pode sofrer com baixa visão – como veremos nas causas da doença.

Você pode ter baixa visão se não conseguir ver bem o suficiente para fazer coisas como:

  • Ler
  • Dirigir
  • Reconhecer os rostos das pessoas
  • Diferenciar as cores / detalhes
  • Assistir televisão ou tela do computador com clareza

As pessoas apresentam dificuldades de ver detalhes no dia a dia. Por exemplo, veem as pessoas mas não reconhecem a feição; as crianças enxergam a lousa, porém, não identificam as palavras; no ponto de ônibus, não reconhecem os letreiros.

Ao perceber qualquer um desses sinais, procure um oftalmologista para receber o diagnóstico correto e começar o tratamento o mais rápido possível.

Quais são os tipos de baixa visão?

O tipo de baixa visão depende da doença ou condição que a causou. Os tipos mais comuns de baixa visão são:

  • Perda de visão central (não ser capaz de ver as coisas no centro de sua visão)
  • Perda de visão periférica (não ser capaz de ver as coisas com o canto dos olhos)
  • Cegueira noturna (não ser capaz de ver com pouca luz)
  • Visão embaçada ou turva

Causas da visão subnormal

Geralmente, a visão subnormal é adquirida a partir de outras doenças como:

  • Cicatrizes na retina
  • Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)
  • Retinopatia diabética (uma condição que pode causar perda de visão em pessoas com diabetes)
  • Glaucoma
  • Traumas oculares também podem causar a baixa visão

Outros fatores de transmissão são as doenças congênitas (presentes no nascimento da criança), como a catarata congênita, glaucoma congênito e a toxoplasmose.

Qual é o tratamento para a baixa visão?
Infelizmente, a visão subnormal geralmente é permanente, não tem cura. Óculos, medicamentos e cirurgia não podem curar a visão subnormal – mas às vezes eles podem melhorar a visão, auxiliando na realização das atividades diárias com mais facilidade ou impedir que sua visão piore.

As opções de tratamento dependerão da condição ocular específica que causou a baixa visão.

Visão subnormal não é cegueira!

Por último – mas não menos importante – deve-se destacar que a baixa visão não deve ser confundida com a cegueira total. Afinal, o portador tem a sua visão útil e é capaz de realizar diversas tarefas com a ajuda de auxílios ópticos, aparelhos desenvolvidos especialmente para ampliar o campo de visão. Com eles, é possível melhorar a qualidade de vida, permitindo maior independência e a execução das tarefas cotidianas normalmente.

Open chat